Marina afirma que seu governo será marcado pelo diálogo com todos os setores da sociedade

portoalegre

Marina Silva, candidata à Presidência pela Coligação Unidos pelo Brasil, reafirmou na capital gaúcha na terça-feira (23) que, eleita presidente, fará um governo marcado pelo diálogo com todos os setores da sociedade e também com diferentes partidos políticos.

“Pessoas boas existem em todos os partidos e em todos os lugares. Eu quero que o PDT que virá nos ajudar seja simbolizado por Cristovam Buarque e o PT, por Eduardo Suplicy. Eu quero que homens e mulheres de bem, das empresas, dos movimentos sociais, da juventude, do funcionalismo público federal, possam nos ajudar”, afirmou Marina em ato político na Casa do Gaúcho realizado após conversa com jornalistas.

Na ocasião, ela foi acompanhada pelo seu vice, o gaúcho Beto Albuquerque (PSB), e pelos candidatos ao Senado pelo estado Pedro Simon (PMDB) e a governador José Ivo Sartori (PMDB) e vice-governador José Paulo Cairoli (PSD).

“Vamos ganhar essas eleições não pelo dinheiro, pela troca de ministérios por tempo de televisão ou por meio de marketing selvagem, que não tem ética, que mente. Nós vamos ganhar essas eleições pela postura do povo brasileiro votando em quem não está preso às velhas estruturas. Enquanto nossos adversários dizem o que os marqueteiros mandam, nós falamos de propostas, sobre o conteúdo do nosso programa de governo”, disse Marina.

A candidata ainda abordou questões econômicas: “O Brasil, depois de reconquistar sua estabilidade econômica, agora vê a inflação voltar. Os mais prejudicados são os trabalhadores, os mais humildes, que vêm seus salários corroídos. Com os juros altos, os prejudicados também são os trabalhadores, porque com juros altos ninguém vai fazer investimentos e sem investimento não tem emprego. O crescimento de nosso país hoje é baixíssimo. O Brasil não está mais crescendo no governo da presidente Dilma. Ela pegou o país crescendo 3% ao ano e agora a previsão é de que o crescimento vai ser de 0,9%. Dilma vai entregar o país pior do que ela o encontrou”.

O vice Beto Albuquerque afirmou que ele e Marina vão fazer o que Dilma prometeu e não fez. “A atual presidente prometeu fazer 6 mil creches e só fez 440. Todos brasileiros gostariam de morar no país da propaganda eleitoral de Dilma, que não corresponde ao que é o Brasil de verdade”, afirmou.

Comentários

Conteúdo relacionado:


'Chegou o momento de apostar na alternância de poder sob a ...

+ Leia Mais

Minha posição

+ Leia Mais

Ouça a entrevista concedida por Marina Silva após anunciar apoio ...

+ Leia Mais

Continue navegando: