Marina discute propostas com comunidade cultural no Rio de Janeiro e ganha música de Gilberto Gil

 

“Marinar vou eu, votar na Marina, Marinar. Marinar vou eu, sonhar que a menina vai chegar. Vai chegar pra tomar conta da gente, e a gente vai contar, com a benção de Jesus Nazareno, o axé de Oxalá”. A letra é de Gilberto Gil, cantada ontem por ele na Escola de Cinema Darcy Ribeiro, no Centro do Rio, e acompanhada por palmas do público. Foi um momento de emoção para Marina Silva, candidata à Presidência pela Coligação Unidos pelo Brasil, que teve intensa agenda nesta quarta-feira (17) na cidade.

Pela manhã, ela concedeu entrevista coletiva no Miramar Hotel by Windsor, em Copacabana, para dezenas de órgãos de imprensa do Brasil e do exterior, como o jornal La Nación, da Argentina, que questionou sobre o Mercosul. Segundo Marina, as relações com o Mercosul têm de ser fortalecidas, assim como com os demais blocos do mundo. Em pergunta sobre o pré-sal, disse ser favorável ao que foi aprovado no Congresso, ressaltando que pretende investir também nas energias renováveis. A candidata reafirmou que a ideia dela agora é continuar a apresentar o Programa de Governo e mostrar a série de propostas que tem para melhorar o Brasil.

Em seguida, no mesmo hotel, Marina participou do Face to Face, no Facebook, respondendo a perguntas escritas (selecionadas) enviadas por milhares de internautas de várias partes do país. As respostas foram dadas em vídeo ao vivo. É a primeira vez que um presidenciável participa de um evento do gênero.

Marina também foi questionada se é verdade que ela mesmo cria os cosméticos e bijuterias que usa. A candidata se divertiu com a pergunta, assim como ocorreu em outras ocasiões da “entrevista digital”, e disse que 90% dos colares que usa é ela mesmo quem faz. Também revelou usar um batom, de beterraba, que ela desenvolveu a essência.

A agenda de Marina continuou com uma reunião com representantes da área de cultura, que apresentaram suas ideias para a melhoria da cultura no país, na Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Entre eles, nomes como o músico Charles Gavin, a diretora e atriz Bia Lessa e o artista plástico Ernesto Neto.

Para a classe artística, é necessário investir mais em cultura e promover a integração entre cultura e educação, entre outras questões. Lembrando da época em que ela e Gilberto Gil eram, respectivamente, ministros do Meio Ambiente e da Cultura, Marina disse: “Investir em cultura e meio ambiente não é custeio, é investimento”.

Além do grande público espontâneo, marcaram presença no evento, apresentado por Marcos Palmeira, nomes como Marcos Nanini, Jorge Mautner e Maitê Proença.

Ouça a entrevista de Marina concedida no Rio de Janeiro: http://bit.ly/1yinvYG

Comentários

Conteúdo relacionado:


'Chegou o momento de apostar na alternância de poder sob a ...

+ Leia Mais

Minha posição

+ Leia Mais

Ouça a entrevista concedida por Marina Silva após anunciar apoio ...

+ Leia Mais

Continue navegando: