“A sociedade quebrou a polarização e identificou em nosso projeto a possibilidade de mudança”

tijuca

Marina Silva, candidata à Presidência da República pela Coligação Unidos pelo Brasil, e Beto Albuquerque, candidato a vice, fizeram na tarde desta sexta-feira (3) um passeio em carro aberto pelo bairro carioca da Tijuca, onde conversaram com eleitores e jornalistas. Acompanhados de lideranças locais, os candidatos reforçaram mais uma vez os compromissos assumidos em áreas como segurança pública, educação, saúde, mobilidade e combate à corrupção.

“Nós apresentamos um plano de governo e nele nós defendemos a educação de tempo integral, para dar condições de estudo digno para os nossos jovens, para que possam ter uma profissão, e respeitando os professores, para que eles tenham salários decentes”, lembrou Marina.

“Vamos continuar apresentando as ideias do Passe Livre para que os estudantes da escola pública possam ter acesso a transporte digno na hora de estudar e vamos, sim, dar continuidade ao debate sobre a melhoria das condições de saúde no nosso país, onde as pessoas estão morrendo na frente dos hospitais”, disse a candidata. Marina reafirmou, ainda, o compromisso de estabelecer o 13º salário para os beneficiários do Bolsa Família.

A presidenciável disse que o fato de ter feito uma campanha limpa, com a apresentação de propostas para a população brasileira, a levará para o segundo turno. “O povo brasileiro já decidiu uma coisa: 70% da população quer mudança”, disse. “Mudança que preserva o que já conquistou, mas que não vai ficar patinando no mesmo lugar. Vai avançar para frente, para o Brasil voltar a crescer, para as pessoas não perderem seu emprego pela inflação, pela elevação dos juros e pelo baixo crescimento”.

Para Marina, a sociedade já se cansou da polarização entre PT e PSDB, que há vinte anos domina os segundos turnos das eleições. “O PT quer o PSDB e o PSDB quer o PT, porque eles já se acostumaram. Agora há uma terceira força: chama-se sociedade brasileira, que identificou no nosso projeto a forma de mudar, com respeito aos brasileiros. Que mantém suas conquistas sem ter atitude de complacência com a corrupção, com a incompetência e o desrespeito à sociedade”, disse.

Na ocasião, Beto Albuquerque lembrou o escândalo da Petrobras. “Empresas como a Petrobras não podem sofrer nas mãos de corruptos. A Petrobras é dos brasileiros”, afirmou o candidato a vice-presidente da República.

Marina avaliou o atual momento político. “A política está indo para o fundo do poço. É a primeira campanha que se vê prevalecer o marketing selvagem. Isso eu vi acontecer na época do [Fernando] Collor. A reedição disso é algo que é impressionante em pleno século 21”, avaliou. “Eu espero que a sociedade brasileira leve para o segundo turno quem tem compromisso em melhorar a qualidade da política, das instituições. É o atraso na política que está nos levando a perder o que a duras penas conquistamos”, finalizou.

Clique aqui e ouça a entrevista de Marina concedida no Rio de Janeiro.

Comentários

Conteúdo relacionado:


'Chegou o momento de apostar na alternância de poder sob a ...

+ Leia Mais

Minha posição

+ Leia Mais

Ouça a entrevista concedida por Marina Silva após anunciar apoio ...

+ Leia Mais

Continue navegando: